Embaixada certifica participantes de ação social em escola pública do DF
Sexta, 22 de março de 201922/3/2019
(61) 99814-9639
cadastro
BRASIL
Embaixada certifica participantes de ação social em escola pública do DF
Governador Rodrigo Rollemberg participou da cerimônia na residência da Embaixada da República Gabonesa na noite desta sexta-feira (23). Iniciativa contemplou o Centro de Ensino Fundamental 21 de Taguatinga
Jander Brasilia - DF
Postada em 23/12/2018 ás 21h33 - atualizada em 03/02/2019 ás 21h33
Embaixada certifica participantes de ação social em escola pública do DF

Para agradecer a participação de membros da sociedade civil, de embaixadas e do governo de Brasília em uma ação social no Centro de Ensino Fundamental 21 de Taguatinga, 22 certificados foram entregues na noite desta sexta-feira (23). A cerimônia ocorreu em jantar na residência da Embaixada da República Gabonesa.


Governador Rodrigo Rollemberg participou da cerimônia na residência da Embaixada da República Gabonesa na noite desta sexta-feira (23). Iniciativa contemplou o Centro de Ensino Fundamental 21 de Taguatinga.
Governador Rodrigo Rollemberg participou da cerimônia na residência da Embaixada da República Gabonesa na noite desta sexta-feira (23). Iniciativa contemplou o Centro de Ensino Fundamental 21 de Taguatinga. Foto: Renato Araujo/Agência Brasília
A ação — promovida de junho a novembro deste ano — levou atendimento oftalmológico para os alunos da escola. A proposta foi criada e organizada pela embaixadora Julie-Pascale Moudoute-Bell e teve como inspiração o programa Embaixadas de Portas Abertas.


Em discurso na solenidade, o governador Rodrigo Rollemberg agradeceu os esforços em prol da iniciativa e destacou a importância do intercâmbio cultural. “Esse programa [Portas Abertas] espalha instrumentos de civilidade. Espero que leve nossas crianças a culturas de outros países e para o mundo todo.”


Atuante no programa, a esposa dele e colaboradora do governo de Brasília, Márcia Rollemberg, recebeu um dos certificados e uma estátua feminina típica do Gabão. “Quando vejo ações como essa feita na escola de Taguatinga, percebo o que mais podemos fazer com o Embaixadas de Portas Abertas”, avaliou.


O programa Embaixadas de Portas Abertas
O Embaixadas de Portas Abertas começou, como piloto, em 2015 e foi instituído oficialmente em 9 de agosto de 2017.


A iniciativa é uma parceria da Assessoria Internacional com a Secretaria de Educação e a Sociedade de Transportes Coletivos de Brasília (TCB) — que leva os alunos às embaixadas.


As atividades fazem parte do programa Criança Candanga, conjunto de políticas públicas voltadas para a infância e a adolescência em Brasília.

FONTE: AGÊNCIA BRASÍLIA
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô: