Governador Ibaneis Rocha formaliza doação de todo o salário para Casa do Ceará
Sexta, 24 de maio de 201924/5/2019
(61) 99814-9639
cadastro
CIDADES
Governador Ibaneis Rocha formaliza doação de todo o salário para Casa do Ceará
O chefe do Executivo não ficará com um centavo dos subsídios que tem direito
Jander Brasilia - DF
Postada em 15/04/2019 ás 22h05 - atualizada em 17/04/2019 ás 22h05
Governador Ibaneis Rocha formaliza doação de todo o salário para Casa do Ceará

O governador Ibaneis Rocha formalizou a doação de todo o salário do ano para a Casa do Ceará. Cumprindo promessa feita ainda em campanha, o chefe do Executivo assinou, nesta segunda-feira (15), o termo que confirma a destinação de toda a verba que receberia de janeiro a dezembro de 2019 à entidade. A condição é que os valores sejam aplicados no cumprimento do objetivo social de atendimento à pessoa carente idosa. Por mês, R$ 18 mil líquidos serão transferidos, chegando ao montante de R$ R$ 225 mil ao fim do ano.


A entidade faz cerca de 12 mil atendimentos odontológicos e 14 mil atendimentos médicos por ano, de graça, para pessoas de baixa renda. Presidente da Casa do Ceará, Osmar Alves de Melo demonstrou gratidão pelo feito. Em carta de agradecimento, ressaltou o “gesto único em toda a história de Brasília e provavelmente de todas as unidades da Federação”. Agora, os subsídios do governador serão aplicados em alimentação e na melhoria das condições da pousada de idosos que a entidade mantém.


“Não vale a ressalva de que o governador não precisa dos salários porque é rico. Não! Porque a medida do ter nunca enche. Quem tem sempre quer mais. Esta doação é gesto de generosidade, de desprendimento, de solidariedade com uma instituição filantrópica, que não dispõe de meios para retribuir-lhe, a não ser continuar sua obra de prestação de serviços à comunidade carente de Brasília e do entorno”, afirmou o gestor da entidade filantrópica.


Em setembro, quando ainda era candidato, Ibaneis Rocha registrou em um cartório da Asa Sul documento no qual abria mão do salário de governador e de todas as regalias do cargo. Desde aquela época, ele já havia dito que deixaria de lado o uso da Residência Oficial de Águas Claras, veículos de luxo, motoristas e até mesmo o combustível para locomoção.

FONTE: JÉSSICA ANTUNES, DA AGÊNCIA BRASÍLIA
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô: